Projeto Pedagogico

I - IDENTIFICAÇÃO

COLÉGIO MILLENNIUM
Endereço: Avenida Simeão Sobral, nº 497 Bairro Santo Antônio CEP 49060-640
Fone: 3215-5129 – 3215-5496 CNPJ nº 03.587.785/0001-39
NÍVEIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA:
Educação Infantil Ensino Fundamental do 1º ao 9º ano
TURNO DE FUNCIONAMENTO:
Matutino: 7 h às 11h 30min Vespertino: 13 h às 17h 30min


II. JUSTIFICATIVA

A Constituição da República Federativa do Brasil (1988), no seu art. 205, conclama a sociedade para juntamente com o Estado e a Família promoveram a educação, enquanto direito de todos. No art. 209, garante à iniciativa privada, desde que cumpra as normas gerais da educação nacional, o direito de ministrar o ensino.

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9394/96), trás inovações que estimulam à iniciativa privada a promover uma educação voltada para uma clientela, que democraticamente a procura, visando escolher o tipo de educação que pretende receber.

A pós-modernidade, caracterizada pelas mudanças nas comunicações, na economia e na cultura exige aprioristicamente a reestruturação da escola, a necessidade de repensar a formação do educando, visando o seu pleno desenvolvimento, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. Atendendo estes preceitos, o Colégio Millennium, nasceu principalmente de um forte sentimento de amor pela prática docente. A idéia de fundar uma escola foi conseqüência de uma apaixonada dedicação ao Magistério, uma idéia cultuada ao longo dos anos em que fomos professoras em outras escolas. Diante do exposto o projeto pedagógico do Colégio Millennium, construído a partir da nova ordem social, contempla direito de oferta educacional, o qual persegue os princípios de qualidade de formação global e de solidariedade onde os egressos podem prosseguir estudos em nível subseqüente, bem como se engajar no mercado de trabalho.

III. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

O Colégio Millennium, fundamentado na LDB, tenta dar aos seus alunos uma visão holística, visando uma sociedade sem fragmentações nem distorções. Mostrando o ser humano em sua essência e inserindo-o no contexto atual, fazendo da sala de aula, não o único espaço para construção do conhecimento, mas sim um ponto de partida para estimular o nosso aluno a percorrer caminhos mais amplos, devendo lhe oferecer um leque de opções de atividades, com interdisciplinaridade, estimulando o senso crítico e de responsabilidade. O lúdico deve ser uma constante em nosso processo, pois o brincar, segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente, é um direito da criança. Brincando, ela descobre o mundo e adquire autoconhecimento, se mostra livre de inibições, proporcionando a um espectador mais atento nuances de personalidade e de compreensão inatingíveis em um ensino tradicional, que tem visão paternalista e repressora.

O colégio deve considerar os interesses e motivações dos alunos, assumindo-se como espaço social de construção de valores éticos necessários para o exercício pleno da cidadania. Os temas transversais como preservação do meio ambiente e educação sexual, devem ser abordados, colocando nossos alunos no mundo globalizado, onde "tudo tem a ver com tudo" e são referenciais para atitudes e gestos cotidianos. A escola tem o dever de formar e informar o seu aluno, por isso o universo escolar deve ter relação com trabalho, saúde, fatos sociais, princípios e éticas primordiais para a cidadania, mas sempre de maneira lúdica para não correr o risco de formar adultos em miniatura.

A criatividade e a criticidade devem ser estimuladas, sempre. A sociedade atual valoriza o profissional que tem idéias, espírito crítico, que pode viver harmoniosamente em seu ambiente de trabalho, que tem espírito coletivo, por isso a cooperação também deve ser enfatizada para se conseguir um bom convívio social.

A prática escolar constitui-se em uma "ação intencional, sistemática, planejada e continuada", que procura ultrapassar os muros da escola, os limites da comunidade, as fronteiras do país, valorizando a sua cultura para entendê-Ia num contexto mundial produzindo dinamicamente uma interação constante entre o saber adquirido na escola e fora dela. Mas a escola não é só formada de professores e alunos. Por isso a equipe diretiva, técnica, pedagógica e funcionários em geral devem estar engajados neste projeto para que o mesmo flua com suavidade, sem grandes atropelos, gerando satisfação entre tais profissionais.

A auto-avaliação dá sentido às ações cotidianas e serve de referencial para mudanças, seja de comportamento ou de métodos de trabalho, sendo a reflexão e o diálogo imprescindíveis, necessitando ainda da participação ativa da comunidade local, principalmente dos pais. É preciso analisar, discutir e re-elaborar, pois a aprendizagem do aluno vai depender do ensino. E esse tem que ser da melhor qualidade possível, porque o conhecimento é inerente ao ser humano, e sofre intervenções de vários fatores, sejam eles culturais ou psicológicos, portanto precisa sempre ser modificado, re-organizado e construído pelo aluno, para uma boa assimilação e interpretação dos conteúdos.

As atividades culturais e esportivas vão servir de incremento para tornar a escola mais atrativa à comunidade, humanizando a sua prática e tornando-a assim aberta a sugestões e críticas positivas que venham enriquecer o processo educativo, tornando-o prazeroso para todos os envolvidos. O processo avaliativo deverá ser periódico, revisado e re-direcionado sempre que for necessário. Ele passa a não servir de arma contra o aluno, mas a ser um auxílio para melhorar a qualidade da aprendizagem. E para que ele seja rentável, o professor deverá ter um referencial teórico, com. prioridades didáticas, materiais selecionados previamente, planejamento de projetos e sua execução, que deve ser coerente.

IV. OBJETIVO GERAL

Re-humanizar a comunidade escolar, para que profissionais e alunos sintam-se valorizados e incentivados à produção e reconstrução do conhecimento, visando uma formação ampla, globalizada para que possam interferir nas mudanças sociais, fazendo a sua parte, sendo cidadãos conscientes, críticos e atuantes.

V. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

incentivar a socialização do aluno, visando a sua inserção na sociedade, tanto a nível profissional quanto pessoal; . estimular hábitos salutares; estimular o senso critico e de responsabilidade no aluno; mostrar a importância do lúdico para a aprendizagem; incentivar a criação de um grupo de estudo; dar condições de trabalho aos professores; elevar o desempenho dos alunos; promover o desenvolvimento integral e harmonioso da criança atendendo as suas necessidades biopsicossociais. concentrar esforços nos anos e disciplinas críticas:, desenvolver e manter estratégias inovadoras e criativas nas disciplinas críticas; desenvolver medidas de eficácia escolar para cada disciplina oferecida pelo colégio; incrementar as atividades culturais e recreativas, tornando o colégio atrativo; estimular a participação dos pais no processo ensino-aprendizagem; estimular o desempenho dos professores na prática educativa; dar sentido e funcionalidade aos conteúdos de aprendizagem, mostrando o porquê e o para que. proporcionar uma educação com bases democráticas, respeitando a liberdade e a individualidade de cada aluno.

VI. AÇÕES

entregar aos pais dos alunos, no ato da matricula, os direitos e deveres dos alunos no âmbito do colégio, assim como as normas internas desta entidade de ensino; aplicar mini-testes para melhorar a qualidade da avaliação; realizar reuniões com os professores do ensino fundamental para detectar as dificuldades dos alunos; realizar reuniões com os professores para identificar as suas dificuldades; elaborar um programa de capacitação para ser trabalhado com os professores; capacitar os professores de educação infantil de acordo com os PCNs; elaborar documento final de avaliação; elaborar cronograma de eventos; realizar eventos educativos: Gincana Cultural e Recreativa, Torneios, etc.; avaliar, no decorrer dos eventos, as dificuldades encontradas; enfatizar a importância das datas comemorativas.

VII. ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO

O acompanhamento do trabalho realizado pelo Colégio Millennium embasado nas ações detalhadas nesta Proposta será da competência de todos os interessados no processo ensino-aprendizagem deste colégio e particularmente da Direção, Coordenação e Equipe Docente, ocorrendo no cotidiano das atividades escolares. Esse acompanhamento deverá direcionar as ações do planejamento e estar sempre em consonância com este documento. No que concerne a avaliação da Proposta esta será realizada por toda a comunidade escolar de forma contínua e sistemática durante o ano letivo e após sua conclusão com a finalidade de nortear o replanejamento das ações quando necessário visando à transformação da prática escolar para o aprimoramento da qualidade do ensino.